CANAIS DIRETO DE ATENDIMENTO

1 Envie seu e-mail pelo formulário de contato. Clique aqui!
2 Atendimento por telefone.
(83) 33412299
3 Chat on-line.
Clique aqui!

Antes de entrar em contato recolha todos os dados necessários da sua dúvida. Agradecemos seu contato!

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

Seg. à Sex. de 08h às 12h e 13h às 17h.
Sábados, Domingos e Feriados toda solicitação deverá ser enviada pelo e-mail contato@conedu.com.br.

EFETUOU CADASTRO E ESQUECEU SUAS CREDENCIAIS?

EFETUOU CADASTRO E ESQUECEU SUAS CREDENCIAIS?

Minicursos

A inscrição em minicurso somente será possível após o cadastro no evento.


Ministrante: Nehemias Nasaré Lourenço (UEPB)
Descrição: Este minicurso tem como objetivo confabular com os participantes sobre a problemática que a inclusão pode trazer para o trabalho docente quando os professores não estão capacitados a receber um aluno que apresente surdez. Objetivamos, também, explanar a cultura surda, isto é, explicar o que o sujeito surdo e o sujeito deficiente auditivo; quais as possíveis dificuldades que eles têm ao aprender alguma matéria escolar; o que é a LIBRAS e como ela funciona; o que é a escola bilíngue; o papel do intérprete e a sua inexistência nas escolas etc. Pretendemos também apontar algumas estratégias de como trabalhar alguns conteúdos do currículo escolar sem que seja necessária uma segregação entre o grupo dos ouvintes e o grupo dos surdos, ou seja, como trabalhar algumas disciplinas de modo que haja a interação entre surdos e ouvintes promovendo o respeito mútuo entre as duas culturas. Durante o minicurso, haverá dinâmicas que farão os participantes refletirem sobre sua prática docente e como ajustá-la para incluir o aluno surdo sem que haja valorização de um em detrimento de outro.

Vagas: 1
Valor: R$ 0.00
Carga Horária: 04h00

Cadastrar

Ministrante: Prof. Me. Luis Paulo Cruz Borges (PROPED/UERJ)
A utilização da imagem se faz necessária devido à ampliação das lentes de visualização e significação dos fenômenos ocorridos nas interações entre os sujeitos da pesquisa (Castro, 2008; Fontoura, 2009; Alves & Sgarbi, 2001). O vídeo, por exemplo, possibilita retornar, sempre que preciso às ações filmadas no ambiente da escola permitindo uma vista e revista para que possamos identificar, ou não, as desconexões dos dados encontrados. Dessa forma o uso do vídeo possibilita uma descrição de conjuntos de ações complexas e difíceis de serem descritas, pois em geral exigem vigilância atenta do observador que pode não conseguir captar alguns detalhes interativos das situações rotineiras (Castro et al, 2005, p. 2). Por meio do uso de diversas imagens de sala de aula, da vida escolar e dos sujeitos da pesquisa de modo geral, é possível construir um caminho para apreensão de forma mais global das relações estabelecidas entre a realidade, a história de vida dos sujeitos e as marcas das instituições que os permeiam, possibilitando, assim, uma prática de questionar e refletir sobre o que vemos e como essas imagens são construídas e reconstruídas (...) no cotidiano da própria pesquisa (Mattos & Leite, 2006, p.21). Dessa forma, este minicurso pretende debater o processo de construção imagética na pesquisa, ou seja, “etnografar” a vida escolar como uma importante instância para compreender as perspectivas e identidades dos sujeitos investigados (Castro, 2008).

Vagas: 0
Valor: R$ 0.00
Carga Horária: 04h00

Vagas esgotadas!

Ministrante: Profa. Ma. Tatiana Bezerra Fagundes (PROPED/UERJ)

Vagas: 0
Valor: R$ 0.00
Carga Horária: 04h00

Vagas esgotadas!

Ministrante: Prof. Dr. Alessandro Frederico da Silveira (UEPB)

Vagas: 0
Valor: R$ 0.00
Carga Horária: 04h00

Vagas esgotadas!

Ministrante: Prof. Me. Manassés Morais Xavier (UFCG)

Vagas: 0
Valor: R$ 0.00
Carga Horária: 04h00

Vagas esgotadas!

Ministrantes: Profa. Dra. Valdecy Margarida da Silva (UEPB) / Profa. Dra.
Ementa: A falta de uma política oficial de formação de professores em EJA, coerente e consequente, que tenha condições de colocar em prática esta modalidade de educação dentro de princípios pedagógicos realmente adequados a um público bastante específico, é uma questão a ser considerada sempre que desejamos compreender a dificuldade dos alunos da EJA na apropriação e consolidação da alfabetização. Considerando tais lacunas no campo da EJA, propomos o presente mini-curso no intuito de contribuir com a ampliação e apropriação de repertório intelectual, social e humano da formação docente. Compreendemos que a formação deve contribuir para que os educadores desenvolvam uma prática que reconheça e utilize os saberes e as histórias de vida dos alunos, que potencializem suas reflexões críticas e suas inserções sociais e que proporcionem vivências capazes de aguçar a capacidade investigativa. Destinada aos professores da Educação de Jovens e Adultos, estudantes de Pedagogia e outras licenciaturas, o mini-curso, que está embasada nos estudos de Freire (1988), Senna (2012), Haddad (2000), Amorim (2006), dentre outros; aprofunda o campo teórico da EJA, promove uma reflexão sobre a inserção da EJA na agenda política educacional e leva o participante a analisar e elaborar propostas curriculares direcionadas a essa modalidade de ensino.
PALAVRAS-CHAVE: Alfabetização; Letramento; Formação de Professores; Educação de Jovens e Adultos.
PÚBLICO-ALVO: Equipe Técnica e Professores da Educação de Jovens e Adultos – EJA - da Rede Pública de Ensino de Campina Grande/PB, estudantes de Pedagogia e outras licenciaturas.

Vagas: 0
Valor: R$ 0.00
Carga Horária: 04h00

Vagas esgotadas!

Ministrante: Marlene Helena de Oliveira França
Compreender o conceito de gênero e sexualidade e aplicá-lo a análise crítica das relações escolares, da gestão, do currículo e da prática pedagógica;
Esclarecer a diferença entre sexo, sexualidade e gênero;
Apresentar as concepções e orientações do RCNEI sobre corpo, sexualidade e gênero;
Discutir acerca da equidade de gênero nas práticas pedagógicas;
Mostrar como as concepções distorcidas acerca do conceito de gênero e sexualidade interferem nos processos de aprendizagem.
CONTEÚDOS A SEREM ABORDADOS:
Corpo, sexualidade infantil e construção da identidade sexual e de gênero na primeira infância;
Currículo e prática pedagógica: contextos de reprodução ou desconstrução das relações de gênero?
Estudos de caso sobre a construção ou desconstrução das relações de gênero no cotidiano da educação infantil: reflexos na aprendizagem escolar.

Vagas: 0
Valor: R$ 0.00
Carga Horária: 04h00

Vagas esgotadas!

Ministrante: Profa. Ms. Telma Sueli Farias Ferreira (UEPB)
As orientações das prescrições educacionais direcionam o fazer docente de professores de línguas (materna e estrangeiras) para a utilização de práticas focadas nos Gêneros Textuais (GT) com gramática contextualizada, contudo de maneira generalizada, ou seja, sem focar nos detalhes do “como fazer”. Assim, considerando as dificuldades que estes profissionais têm de encontrar modelos de trabalhos detalhados que os guiem para a efetivação desta prática, este minicurso propõe fomentar conhecimento teórico e prático sobre a função, produção e aplicação de sequencias didáticas para o ensino de línguas nos ensinos fundamental e médio. Como base teórica nos ancoramos em Dolz, Noverraz e Schneuwly (2004), Antunes (2007) e Marcuschi (2008).

Vagas: 0
Valor: R$ 0.00
Carga Horária: 04h00

Vagas esgotadas!

Ministrantes: Profa. Dra. Elvira Bezerra Pessoa (UEPB), Profa. Dra. Kelli Faustino do Nascimento (UEPB)
Ementa: Analise histórica e metodológica sobre a Educação do Campo como prática social e categoria teórica; questões do debate atual sobre Educação do Campo.

Vagas: 0
Valor: R$ 0.00
Carga Horária: 04h00

Vagas esgotadas!

Ministrantes: Prof. Me. Hadoock Ezequiel (UFCG), Prof. Arinélio Lacerda dos Santos Júnior (UFCG) Desde o início do século XXI, a Literatura de Cordel vem ganhando espaço nos programas curriculares das escolas de ensino básico. Entretanto, a utilização do folheto de cordel em sala de aula ainda é uma dificuldade a ser encarada pelo educador, sendo, uma das principais causas, a ausência de metodologias na abordagem desse texto literário. Por isso, o presente minicurso se propõe a discutir o uso do folheto na sala de aula, através de um trabalho em que o professor se porte como mediador, a partir de atividades de leitura que possam ser desenvolvidas de maneira lúdica, pautadas na partilha de experiências e no diálogo com o discente a cada leitura. Este trabalho é destinado aos professores da Educação básica, Educação para Jovens e Adultos, estudantes de Letras e outras licenciaturas. Fundamenta-se nas considerações de Abreu (1999), Galvão (2001), Tardif (2012) e Alves e Marinho (2012).

Vagas: 0
Valor: R$ 0.00
Carga Horária: 04h00

Vagas esgotadas!

Ministrante: Thiago Luiz Alves dos Santos (UERJ)
As novas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Pedagogia (RESOLUÇÃO CNE/CP nº1/2006), exaradas pelo Conselho Nacional de Educação no inicio do ano de 2006, consagraram a docência como base do referido curso de graduação e diluíram seu bacharelado e suas habilitações em uma licenciatura plena. Em paralelo, cada vez mais, as políticas públicas de educação estão se dando de forma intersetorial, territorial e prioritária a partir de articulações e pactuações locais. O supracitado quadro provoca mudanças substantivas e formais no que é demandado das instituições escolares e dos professores em termos de funções educativas, principalmente no que diz respeito à implementação e execução de políticas públicas. Obtemperando à supracitada mudança, no intuito de assegurar qualidade da educação, o presente minicurso toma como seu objeto as políticas públicas de educação entendidas em dois aspectos: (i) - política social, ação integrante do Estado cuja forma e conteúdo são definidos por um governo e; (ii) - práxis docente no e do cotidiano escolar. Do referido objeto deriva o objetivo de formar professores para idealizar, planejar, executar e avaliar políticas de educação, levando em consideração dialeticamente documentos oficiais, a literatura do campo da educação e das políticas públicas e, de modo especial, sua práxis cotidiana.

Vagas: 0
Valor: R$ 0.00
Carga Horária: 04h00

Vagas esgotadas!

Ministrantes: Profa. Ma. Katherine Lages Contasti (ASCES), Profa. Ma. Tatyane Guimarães Oliveira (UFBA)
A oficina propõe localizar a luz das críticas feministas o lugar do Direito na disputa de gênero, seguido da inserção de metodologias feministas na educação jurídica como mecanismo de combate e erradicação do sexismo. Tal debate é relevante tendo em vista o Direito trabalhar na perspectiva da normatividade e cristaliza os aspectos morais da sociedade, mas por ser estruturado de forma hierarquizado, reproduzindo estereótipos de gênero. Essa condição pode funcionar de forma a cotejar uma visão acerca de dimensões de direitos e justiça pautados na desigualdade de gênero. Logo, a utilização de recursos metodológicos reflexivos, democráticos e pautados na alteridade fomenta o reconhecimento e produção de discurso e práticas mais justas.

Vagas: 0
Valor: R$ 0.00
Carga Horária: 04h00

Vagas esgotadas!

Ministrantes: Profa. Ma. Maria Lúcia Serafim (UEPB)
O objetivo deste minicurso é apresentar a Internet como espaço que semeia novas possibilidades educacionais, novos processos e estruturas que estimulam, provocam e facilitam a colaboração. Nela os saberes individuais são valorizados e contribuem para a construção, que é do coletivo, do grupo. A inserção da Internet no cotidiano da escola é eficiente quando consegue promover atividades que façam sentido para o educador e o aluno, a partir de uma proposta convergente com os espaços fora e dentro desta escola.
Diante de uma sociedade cada vez mais complexa, que demanda constantemente novas habilidades para aprender a aprender continuamente, a Internet potencializa e vai ao encontro de um trabalho por projetos, pois valoriza não apenas o resultado (conteúdo apreendido), mas também o processo educativo vivenciado.
O uso da Internet na educação potencializa o alcance da atividade pedagógica, proporcionando aprendizagens específicas no âmbito do letramento digital que podem ser sintetizadas em três aspectos: aprender a pesquisar, aprender a publicar conteúdos e aprender a comunicar-se no ambiente digital potencializando o letramento digital. Educação, formação e Internet: a escola na era da comunicação.

Vagas: 0
Valor: R$ 0.00
Carga Horária: 04h00

Vagas esgotadas!

Ministrante: Prof. Dr. Eduardo Gomes Onofre (UEPB) O CONEDU tem como objetivo oportunizar a estudantes, professores, profissionais e pesquisadores, discussões sobre inovação, ciência e tecnologia, fomentar a divulgação científica e o intercâmbio entre a universidade e a escola de educação básica estimulando a produção de conhecimento na perspectiva da interdisciplinaridade. O CONEDU ampliará e provocará maior interação da comunidade científica de diferentes regiões do Brasil.

Vagas: 0
Valor: R$ 0.00
Carga Horária: 04h00

Vagas esgotadas!

TOP

A wonderful serenity has taken possession of my entire soul, like these sweet mornings of spring which I enjoy with my whole heart. I am alone, and feel the charm of existence in this spot, which was created for the bliss of souls like mine.

I am so happy, my dear friend, so absorbed in the exquisite sense of mere tranquil existence, that I neglect my talents. I should be incapable of drawing a single stroke at the present moment; and yet I feel that I never was a greater artist than now.

When, while the lovely valley teems with vapour around me, and the meridian sun strikes the upper surface of the impenetrable foliage of my trees, and but a few stray gleams steal into the inner sanctuary, I throw myself down among the tall grass by the trickling stream; and, as I lie close to the earth, a thousand unknown plants are noticed by me: when I hear the buzz of the little world among the stalks, and grow familiar with the countless indescribable forms of the insects and flies, then I feel the presence of the Almighty, who formed us in his own image.

Duis dictum tristique lacus, id placerat dolor lobortis sed. In nulla lorem, accumsan sed mollis eu, dapibus non sapien. Curabitur eu adipiscing ipsum. Mauris ut dui turpis, vel iaculis est. Morbi molestie fermentum sem quis ultricies. Mauris ac lacinia sapien. Fusce ut enim libero, vitae venenatis arcu. Cras viverra, libero a fringilla gravida, dolor enim cursus turpis, id sodales sem justo sit amet lectus. Fusce ut arcu eu metus lacinia commodo. Proin cursus ornare turpis, et faucibus ipsum egestas ut. Maecenas aliquam suscipit ante non consectetur. Etiam quis metus a dolor vehicula scelerisque.

Nam elementum consequat bibendum. Suspendisse id semper odio. Sed nec leo vel ligula cursus aliquet a nec nulla. Sed eu nulla quam. Etiam quis est ut sapien volutpat vulputate. Cras in purus quis sapien aliquam viverra et volutpat ligula. Vestibulum condimentum ultricies pharetra. Etiam dapibus cursus ligula quis iaculis. Mauris pellentesque dui quis mi fermentum elementum sodales libero consequat. Duis eu elit et dui varius bibendum. Sed interdum nisl in ante sollicitudin id facilisis tortor ullamcorper. Etiam scelerisque leo vel elit venenatis nec condimentum ipsum molestie. In hac habitasse platea dictumst. Sed quis nulla et nibh aliquam cursus vitae quis enim. Maecenas eget risus turpis.